NoticiasDetalhadas

Volta das férias com segurança.

31/01/2019 Flórence Couto, Consórcio Contécnica/CSL/STE.

Resumo

Veja dicas de como voltar das férias com segurança

Notícia na íntegra

Com as férias de janeiro chegando ao fim, é hora de pegar a estrada de volta para casa. Nesse período do ano, algumas rodovias, como a BR-381, ficam mais movimentadas. Afinal de contas, essa é a via que liga Belo Horizonte ao litoral capixaba, ponto turístico muito procurado pelos mineiros. E com tantos veículos na estrada, é necessário redobrar a atenção e tomar alguns cuidados básicos para evitar acidentes e garantir a sua segurança e a dos demais usuários da via. Pensando nisso, resolvemos apresentar algumas dicas de segurança nas estradas para te ajudar a chegar bem no seu destino.



1. Respeite a sinalização de trânsito

Assim como dentro da cidade, nas estradas também há uma sinalização que tem o papel de informar aos motoristas as regras que devem ser seguidas para garantir a segurança dos usuários. Uma das sinalizações que devem ser respeitadas é a placa de velocidade. Nas rodovias asfaltadas a velocidade máxima permitida para automóveis, caminhonetes e motos é de 110 quilômetros por hora. Para os demais veículos, o limite cai para 80 quilômetros por hora. Porém, mesmo sendo asfaltada, algumas estradas podem ter um limite menor de velocidade. Quem indica isso são as placas e o motorista deve estar atento para não ultrapassar a velocidade permitida em cada trecho, evitando assim, perder o controle do veículo e causar acidentes graves.
Além das placas de velocidade, há as que indicam curvas acentuadas, quebra-molas, existência de escolas na região, dentre outras. Todas devem ser consideradas pelo motorista e respeitadas para que seja garantida a segurança de todos.
O motorista também não pode esquecer que há a sinalização horizontal, ou seja, as pinturas nas pistas. Elas indicam se é permitida a ultrapassagem no local, se a pista é de mão única ou dupla e auxiliam o motorista a enxergar a pista durante a noite, sob neblina ou durante a chuva. E claro, elas também devem ser respeitadas.



2. Descansar antes da viagem

Outra medida importante é dormir bem na véspera da viagem. Seu corpo precisa estar descansado para que você não tenha sono enquanto dirige. Então, se você se sente bem depois de 8 horas de sono, procure dormir esse período antes da viagem.
Além disso, peça alguém para ficar conversando com você enquanto dirige e coloque uma música que você gosta no som do carro. Isso também ajuda o motorista a ficar alerta enquanto dirige.


3. Faça paradas regulares

Não dá para fazer uma viagem muito longa sem paradas. É bom parar em uma lanchonete ou restaurante a cada duas ou três horas, ir ao banheiro, comer alguma coisa e só então voltar para a estrada. Se sentir que está começando a ter sono, mesmo que não esteja dirigindo muito tempo, também é recomendável parar para esticar as pernas, tomar um café e, assim, despertar o corpo.
Se sentir que não tem condições de retornar à estrada, o melhor é procurar um hotel ou pousada e dormir um pouco antes de voltar a dirigir.


4. Não beber antes de dirigir

Consumir bebida alcoólica antes de dirigir, além de ser crime, aumenta as chances de causar um acidente grave. O álcool demora cerca de 12 horas para ser totalmente eliminado do organismo. Nesse período, a substância age no corpo humano e faz com que a pessoa perca a noção de espaço e de equilíbrio. O cérebro também passa a responder mais devagar e o motorista pode não conseguir reagir rapidamente quando necessário. Além disso, o condutor embriagado costuma ficar mais corajoso, agindo sem responsabilidade.
Portanto, beber antes de dirigir ou até mesmo na noite anterior não é uma atitude segura e responsável.


5. Usar o cinto de segurança

Todos as pessoas que estão no veículo têm que usar o cinto de segurança. Pesquisas mostram que 8 em cada 10 pessoas que não usavam o cinto morreram em acidentes com pelo menos um dos veículos a menos de 20 quilômetros por hora.
O cinto de segurança impede, em caso de colisão, que os passageiros sejam arremessados para fora do veículo. Algumas pessoas acreditam que não é necessário usar o cinto no banco traseiro. Porém, em uma batida, o corpo pode ser projetado para frente e machucar não só a pessoa que estão sem o cinto como quem estiver no banco da frente.
Portanto, não inicie sua viagem sem ter a certeza de que todos os ocupantes do veículo estão presos ao cinto de segurança.


E uma última dica. Para você que vai passar pela BR-381 é importante lembrar que há dois trechos em obras: o lote 3.1 – entre o entroncamento com a MG-320 e o Ribeirão Prainha – e o lote 7 – entre o rio Una e a cidade de Caeté.
Os dois pontos estão corretamente sinalizados. Então, preste bastante atenção no que está sendo indicado na pista, dirija com cuidado e boa viagem!

  1.